Agosto é o mês da amamentação. São diversas as celebrações, encontros e comemorações em torno da pauta aleitamento materno. Vem cá ler com a gente um pouco do que é celebrado em prol da qualidade de vida para bebês, crianças e suas mães.

A campanha tem origem em um encontro na reunião da Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em 1991, em Nova York, cujo objetivo foi acompanhar a Declaração de Innocenti, produzida e adotada por representantes de organizações governamentais, ONGs, defensores da amamentação de países de todo o mundo, no encontro “Breastfeeding in the 1990s: A Global Initiative” organizado pela OMS/UNICEF com apoio da A.I. D United States Agency for International Development e da SIDA – Swedish International Development Authority, em, Florença, na Itália, entre os dias 30 de Julho e 1 de Agosto de 1990.

A partir da declaração e da reunião foram criados, em âmbito global, o Dia Mundial do Aleitamento Materno e a Semana Mundial do Aleitamento Materno.

DIA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO
Em 1º de Agosto é comemorado o Dia Mundial da Amamentação. A data foi criada em 1992 pela Aliança Mundial de Ação pró-amamentação (World Alliance for Breastfeeding Action – WABA), com o objetivo de promover o aleitamento materno e a criação de bancos de leite, melhorando, assim, a qualidade de vida para crianças em todo o mundo.

SEMANA MUNDIAL DA AMAMENTAÇÃO
A primeira semana do mês é também a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), que ocorre em 120 países anualmente entre os dias 1º e 07 de Agosto. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a amamentação é a principal forma de fornecer ao bebê os nutrientes necessários para sua sobrevivência e seu desenvolvimento. Amamentar é natural ao ser humano e cultural ao mesmo tempo. Em 2020, a SMAM promove o debate sobre “Apoiar a Amamentação para um planeta mais saudável”.

AGOSTO DOURADO
A Semana de Aleitamento Materno é comemorada no Brasil desde 1999 com a coordenação do Ministério da Saúde. Em 2017, foi sancionada a Lei nº 13.435, que institui o mês de agosto como o Mês do Aleitamento Materno, promovendo palestras e encontros na comunidade de profissionais de saúde e que atuam com amamentação sobre a causa, além da decoração e iluminação de espaços públicos com a cor dourada (em tempos de coronavírus, vamos ficar com os espaços digitais na medida do possível, ok?).

 

PRESENTE PARA TODA A VIDA, UM GUIA SOBRE AMAMENTAÇÃO

O livro Presente para Toda a Vida, do pediatra espanhol Carlos González, é um guia sobre amamentação fundamental para quem promove, desenvolve práticas e estimula a amamentação. Como o próprio pediatra diz, na introdução do livro, “a vida tem profundidades que as palavras não são capazes de alcançar. Compreendi que a amamentação não é uma ferramenta para obter saúde, mas uma parte da própria saúde. Não é um meio, mas um fim. (…) Agora sei que a amamentação não é um esforço, e muito menos um sacrifício que a mulher faz pelo bem do seu filho, mas uma parte da sua própria vida, do seu ciclo sexual e reprodutivo. Um direito que ninguém pode lhe negar.”

Se tem um livro em que não há esforço de leitura é esse. Ler sobre amamentação com Carlos González traz fluidez ao conhecimento. Ao longo de 386 páginas, o leitor se depara com referências bibliográficas, evidências científicas, história da amamentação, passando por temas fundamentais como sexualidade, posições, medicamentos, volta ao trabalho, cólicas, desenvolvimento de vínculo, desenvolvimento do bebê, dentre outros. Um deleite para quem quer transformar a cultura do aleitamento materno.

 

 

Leia +
10 frases essenciais para a sua parentalidade do livro Um Presente para a Vida Toda